Circuito Horizontal TV 

O circuito de deflexão horizontal tem duas funções principais:

  • Movimentar o feixe eletronico da esquerda para a direita no ecrân
  • Produzir alta tensão (MAT) para o cinescópico funcionar.

 Transformador de Linhas (Fly-back  ou transformador de saída horizontal), de onde sai o cabo de  MAT para o cinescópio;

  1. Saída horizontal, transistor grande ao lado do Transformador;
  2. Circuito integrado Oscilador.



Circuito Oscilador Horizontal TV

CI  - O oscilador geral um sinal 15.750 Hz (PAL-M - Brasil). ou 15625 (PAL - Portugal)

Pré - Recebe o sinal  do CI, amplifica e o envia para o saída horizontal.

Driver - É um pequeno transformador usado para levar o sinal do pré ao saída horizontal e bloquear o +B do coletor do pré à base do saída horizontal.

Saída horizontal - É um transistor de potência perto do transformador de linhas. Recebe o sinal do pré na sua base e oscila à frequencia do horizontal injectando o sinal no Fly-back amplificado. é também a área com maior número de avarias,  um dos circuitos circundantes pode trazer problemas a este componente, a análise e substituíção do transístor deve ser verificada com algum cuidado. verifique este artigo sobre a substituição do transístor do horizontal  

Transf.Linhas (Flyback) - Recebe o sinal horizontal e produz muita alta tensão de +/-25.000 V (MAT) que será aplicada no cinescópio. O Transf.Linhas também produz outras tensões: focagem (+/-7.000 V) com ajuste para controlar a nitidez da imagem; screen (400 V) com ajuste para controlar o brilho; e para acender o filamento do tubo (cerca de 6 VAC). O filamento do tubo funciona com tensão contínua ou alternada. Como o fly-back funciona com C.A. de alta frequência (15.750 Hz), seu núcleo é de ferrite. Devido ás condições extremas de funcionamento, é um dos componentes mais sujeito a avarias dentro de um tv, um teste ao flyback é fundamental quando existem problemas nesta área. 
Bobina defletora (BDH ou yoke) e condensador de acoplamento - A BDH recebe os pulsos do colector do saída horizontal, os quais farão circular uma corrente dente-de-serra de 15.750 Hz pelos enrolamentos. Assim será criado o campo magnético que movimentará os elétrões da esquerda para a direita na tela. A BDH são as bobinas interiores do yoke. O condensador de acoplamento é de poliéster de valor elevado (0,22 a 0,82 µF) e de tensão entre 200 e 400 V ligado em série com a BDH. Tem como função bloquear o +B de 100 V do coletor do saída horizontal, impedindo-o de ir para o terra.

Condensador de largura - É um condensador de poliéster ligado ao coletor do transistor de saída. Controla a largura (tamanho horizontal) da imagem. Este condensador tem baixo valor (2,2 a 10 nF), com uma tensão de trabalho de 1.600 ou 2.000 V). Quando este condensador está com valor muito reduzido pode queimar a saída horizontal ou aumentar  o MAT excessivamente.

ABL - Limitador de Brilho automático (ABL )

Proteção X RAY CI FAZ TUDO

Quando o MAT ou brilho ficam elevados, uma das fontes do flyback activa o pino de proteção X-RAY do CI FAZ TUDO, o horizontal desliga-se. Circuito protecção brilho excessivo CI FAZ TUDO

Para se analisar avarias neste circuito, desliga-se o zener do pino do faz tudo e verifica-se se existe anomalia neste circuito

Proteção de Aumento de MAT ou Brilho no Micro

No Micro existe um pino de PROT (Protection), quando activado o micro desliga a alimentação do tv. Quando o MAT é muito elevado, sai tensão de um dos pinos do transformador de linhas(flyback) activando a protecção e desligando a fonte de alimentação do TV

Circuito protecção brilho excessivo através do Micro

Para se analisar avarias neste circuito, desliga-se o circuito de verificação do +B no Micro. Se o TV funcionar o problema está no circuito de protecção que actua indevidamente.
Se existir Brilho excessivo, verifique o +B, tensão da grelha 2(grade), tensão de coletor de uma das saídas RGB com valor baixo. O excesso de MAT pode ter como causa o condensador de largura ou o condensador de booster.

Proteção Aumento de MAT ou Brilho

Proteção transístor de saída de linhas em curto


Análise Avarias de TV no Circuito Horizontal

Imagens utilizadas como exemplos


Barras de cores


Imagem Quadriculada


Imagem normal



Imagem Descrição e Possíveis Causas
Sem amplitude no horizontal Ausência de varrimento ou varredura horizontal, geralmente a causa são a não conexão das bobinas horizontais do yoke(deflectoras) ou problemas nos componentes associados.
sem linearidade no horizontal Falta de linearidade horizontal. Mau funcionamento dos circuitos horizontais ou do yoke.
ondulação na imagem Efeito "bandeira", ondulação e/ou franjas mais escuras (pode estar acompanhado de zumbido nos auto-falantes). Indicio de filtros ou regulador de voltagem +B defeituoso.
falta sincronismo horizontal Falta de sincronismo horizontal e/ou problemas no oscilador horizontal.
avaria Este-Oeste. Produzido por mau funcionamento ou desajuste do circuito de correção Este-Oeste (PIN CUSHION).
efeito barril ou almofada Efeito "Barril" ou "almofada". Produzido por mau funcionamento ou desajuste do circuito de correção Este-Oeste (PIN CUSHION).
falha circuito trapézio" Imagem em forma de trapézio. Produzida geralmente por espiras em curto em uma das bobinas deflectoras (yoke).

Últimos Tópicos

Ficheiros Recentes